Passeios
Fim de semana: de SP a VM
Visconde de Mauá
Foto de Fim de semana: de SP a VM - Crédito: GuiaMauá
Foto: GuiaMauá

Cada vez mais os paulistanos estão procurando Visconde de Mauá para abandonar o estresse nos banhos de cachoeira, respirar o ar com cheiro de cipreste, se deliciar com a gastronomia estrelada ou simplesmente namorar nas noites frias da montanha. 

Este roteiro prova, para quem acha que Visconde de Mauá é longe, que é possível sentir o gostinho da cidade em apenas um final de semana. São dezenas de cachoeiras, trilhas e outras tantas atrações imperdíveis. Siga o roteiro, veja as dicas e aproveite! 

NA ESTRADA
A saída de São Paulo é no sábado bem cedinho. Que tal… Seis da manhã? Por isso é bom deixar tudo arrumado na noite anterior. Quem gosta de dirigir à noite pode sair na sexta-feira mesmo, mas para isso é preciso reservar pousada com antecedência. 

SUBINDO A SERRA
Contando uma parada rápida para o café, você deve chegar ao km 311 da Dutra por volta das 9h. A partir daí começa a estrada, toda asfaltada e em ótimas condições, que leva a Mauá. Passe as entradas para Penedo, Serrinha e Capelinha. O trecho desde a Dutra pode ser feito em cerca de 30 minutos, mas é mais gostoso ir devagar, parando nos mirantes e bicas de água. Dos mirantes é possível avistar a Serra do Mar, o Vale do Paraíba -com destaque para as cidades de Resende e Itatiaia- e, chegando no alto da serra (1400 metros de altitude), a deslumbrante vista do Vale do Rio Preto. Se o dia estiver nublado, melhor ainda! Pois você estará, literalmente, acima das nuvens. 

MAUÁ, MARINGÁ e MAROMBA
Descendo um pouco, é hora de decidir seu destino. A região de Visconde de Mauá tem três vilas principais: Mauá, Maringá e Maromba. À direita, você passa pela vila de Mauá, que tem comércio local, serviços e pousadas. Na estrada para Campo Alegre estão algumas das pousadas mais charmosas e requintadas. À esquerda, você vai passar pelos vales do Pavão e Cruzes, em direção à vila de Maringá. Região com maior concentração de pousadas, restaurantes e lojinhas. Depois de Maringá, está a vila da Maromba, onde ainda é possível notar a presença do movimento hippie. Esta área concentra as cachoeiras mais visitadas e também conta com várias pousadas, das mais bicho-grilo às mais elegantes. 

ENTRANDO NO CLIMA
Se seguir nossas dicas, você vai chegar à pousada bem antes do almoço. Que tal dar uma volta e escolher com calma um bom restaurante para comer? Entre as opções estão comida natural, cozinha mineira e internacional. As especialidades da região são a truta e o pinhão. Durante o passeio, aproveite para conseguir um mapinha das trilhas e cachoeiras. Na parte da tarde, alugue um cavalo e vá conhecer a cachoeira de Santa Clara, um paredão de 50 metros que termina em uma piscina de água fria. Ali perto há criação de trutas que abastece os restaurantes da região e a cachoeira Toca da Raposa. Já no fim da tarde, de volta à pousada, que tal relaxar na sauna? À noite, vista um casaco e vá dar uma volta pelo centrinho de Maringá. São inúmeras lojas de artesanato e roupas, bares com música ao vivo, restaurantes e pizarias. Dependendo do movimento, o agito invade a madrugada. A vila de Maringá é dividida pelo rio Preto: um lado pertence ao estado do Rio de Janeiro e o outro a Minas Gerais. A travessia interestadual é feita por uma ponte de pedestres com poucos metros de extensão. Mais tarde, no chalé, peça um vinho, acenda a lareira e... 

DOMINGÃO
Acorde cedo para aproveitar bem o dia. Seguindo a tradição mineira, as pousadas oferecem farto e delicioso café da manhã. Alimente-se bem e siga rumo às cachoeiras! Hoje é dia de conhecer a mais famosa delas: Escorrega. Se estiver hospedado por perto, o melhor é ir a pé. Caso contrário, alugar uma moto ou bicicleta é uma boa pedida. Um pouco antes do Escorrega fica a vila da Maromba, local que te transporta para os anos 70. Chegando ao Escorrega, crie coragem e deslize pela cachoeira. Na volta, dê uma paradinha no Véu de Noiva e no Poção da Maromba, que tem uma pedra de oito metros usada como trampolim. Seguindo este roteiro você deve estar de volta à pousada no meio da tarde. Está com fome? Ainda dá tempo de almoçar e dar mais um passeio pelas vilas. Agora é com você! Se tiver coragem de voltar para São Paulo, boa viagem. Depois escreva pra gente contando como foi a aventura. Combinado?

Compartilhe esta página no Facebook Compartilhe esta página no Facebook Compartilhe esta página no Google+ Compartilhe esta foto no Pinterest Compartilhe esta página no WhatsApp
Endereço:
Visconde de Mauá
Bairro:
Visconde de Mauá
Email:
Site:

 

Você já esteve neste local? Avalie: 
Comentários:

 
Nome:
Email (não será publicado):
Comentário:

Regras: todos os comentários são moderados. O BrasilGuias só publicará os comentários que considerar adequados à página. Pode: elogiar, criticar, sugerir, dar dicas para os viajantes. Não pode: xingar, ofender, mudar de assunto. Comentários ininteligíveis não serão publicados
Mapa exibido a partir das coordenadas informadas pelo estabelecimento
Mapa exibido a partir das coordenadas informadas pelo estabelecimento
FACEBOOK
SITUAÇÃO DAS ESTRADAS

Inscreva-se nesta lista no Twitter

Save-25-Percentl 300x250
PREVISÃO DO TEMPO